Dora e a Cidade Perdida

Dora and the Lost City of Gold (bra/prt: Dora e a Cidade Perdida) é um filme americano específico para crianças, dirigido por James Bobin. É uma adaptação da série da Nickelodeon( empresa de entretenimento juvenil), Dora the Explorer. O filme é produzido por Paramount Players, Walden Media e Nickelodeon Movies, e distribuído pela Paramount Pictures e foi lançado no dia 9 de agosto de 2019.
A narrativa se inicia com a protagonista ainda criança, enquanto vivia na floresta peruana com seus pais protetores Cole e Elena ( Michael Peña e Eva Longoria ) sem a intervenção do “mundo real” com escolas, provas e pessoas com vidas completamente diferentes.
Quando o filme passa a ser narrado nos dias atuais, com Dora já aos 16 anos, seus pais finalmente descobrem a localização de uma cidade Inca chamada Paratapa, praticamente um personagem da trama.

Informações Gerais

Dora e a Cidade Perdida
Dora and the Lost City of Gold

Dora e a cidade perdida
Estados Unidos: 2019
Duração: 102 min
Direção: James Bobin
Produção: Kristin Burr
Roteiro: Nicholas Stoller
Danielle Sanchez-Witzel
História: Tom Wheeler
Nicholas Stoller
Baseado em: Dora the Explorer
de Chris Gifford
Valerie Walsh Valdes
Eric Weiner
Elenco: Isabela Moner
Eugenio Derbez
Michael Peña
Eva Longoria
Danny Trejo
Música: John Debney
Germaine Franco
Cinematografia: Javier Aguirresarobe
Edição: Mark Everson
Companhia(s) produtora(s): Paramount Players
Nickelodeon Movies
Walden Media
Distribuição: Paramount Pictures
Lançamento: Estados Unidos 9 de agosto de 2019
Portugal 29 de agosto de 2019
Brasil 14 de novembro de 2019
Idioma: inglês
Orçamento: US$ 49 milhões
Receita: US$ 119.682.635

Sinopse

Dora passou a maior parte de sua vida explorando a floresta com seus pais, nada poderia preparar-la para a aventura mais perigosa de todos os tempos – o ensino médio. Dora sempre foi uma exploradora, logo se encontra liderando Botas (seu melhor amigo, um macaco) o seu primo Diego e mais  um grupo de adolescentes em uma aventura para salvar seus pais e resolver o mistério impossível por trás de uma civilização inca perdida.
O principal sonho da jovem
é o de se tornar apta para explorar com sucesso um local como este, seja com seus pais ou sozinha; mas seus planos são interrompidos quando Cole e Elena a enviam para Los Angeles numa tentativa de Dora resgatar o contato com o primo Diego e finalmente aprender como é a vida numa selva diferente: a cidade grande. Fora quando a história entra em Paratapa, os melhores momentos de Dora e a Cidade Perdida se encontram na pureza e ingenuidade de Dora tendo de lidar com os adolescentes da nova escola, sem que a rejeição de boa parte dos alunos façam com que ela mude seu comportamento.
Quando na escola americana, o longa aborda reflexões sobre a importância de ser você mesmo em meio a pessoas tão diferentes e também a de nunca esquecer suas raízes.
É claro que tudo é trabalhado de forma leve e até aprazível para que o público infantojuvenil seja capaz de entender o recado e, ainda assim, se entreter. Mas boa parte do entretenimento se origina de Merced, que capta tão bem a essência da personagem que é quase impossível separá-la de Dora.

Cenas engraçadas do filme Dora e a Cidade Perdida

Inclusive, quando ela toma as rédeas da missão para encontrar seus pais (sequestrados por pessoas que querem roubar artefatos) e Paratapa, ela se transforma numa espécie de Lara Croft-mirim, e os momentos de adivinhação e pistas são as passagens mais interessantes – até esteticamente falando. O roteiro também aproveita para inserir cenas em que a protagonista informa o público olhando para a câmera (assim como é na TV) e uma que conversa diretamente com a animação.

Porém, por se tratar de uma história infantil, há todos os tipos de clichês em Dora e a Cidade Perdida: personagens maus que se fazem de bonzinhos, a rival da escola que se torna uma amiga e o grande problema do enredo sendo solucionado pela protagonista graças à experiência adquirida ao longo da viagem. Há piadas que o público de idade mais avançada certamente não verá graça alguma (como uma relacionada a cocô…), assim como há twists narrativos feitos puramente para preencher espaços que poderiam possuir mais diálogos ou maior interação de Dora com os pais, por exemplo.

Dora e a Cidade Perdida | Trailer 2 Dublado

Elenco

Isabela Moner: como Dora
Madelyn Miranda: como jovem Dora
Jeff Wahlberg: como Diego, o primo de Dora
Malachi Barton: como jovem Diego
Eugenio Derbez: como Alejandro Gutierrez
Michael Peña: como o pai de Dora
Eva Longoria: como Elena, a mãe de Dora
Temuera Morrison: como Powell
Adriana Barraza: como Abuelita Valerie
Pia Miller: como Mami, a tia de Dora
Q’orianka Kilcher: como Princesa Inca Kawillaka
Madeline Madden: como Sammy

Vozes

Danny Trejo: como a voz do macaco Botas
Benicio del Toro: como a voz de Raposo, a raposa

Produção

No ano de 2017  dia 24 de outubro , um acordo foi feito para que uma versão live-action(Ato real) da popular série de televisão fosse feita, com James Bobin dirigindo. O roterista, diretor e produtor Nicholas Stoller e Danielle Sanchez-Witzel foram contratados para escrever um roteiro, com a produção da empresa Platinum Dunes do direor Michael Bay, embora o próprio Bay não estivesse envolvido com a produção. No entanto, em agosto de 2018, Bay revelou que ele e seus parceiros Platinum Dunes nunca estiveram envolvidos no filme, e que o relatório que foi conhecido pela primeira vez em outubro de 2017 era falso. Foi dito que o filme mostraria uma versão adolescente de Dora, que  muda para a cidade para viver com seu primo Diego. O filme será lançado no dia 2 de agosto de 2019. Em maio de 2018, Isabela Moner foi contratada para interpretar Dora. Eugenio Derbez iniciou as negociações para se juntar em junho. Ele foi confirmado para aparecer em julho, com Micke Moreno escalado para interpretar Diego. Eva Longoria e Michael Peña foram esccolhidos como pais de Dora. Madeleine Madden também se juntou ao elenco do filme. Em outubro, Q’orianka Kilcher se uniu ao elenco. Em novembro, Pia Miller ficou como a tia de Dora, Mami. Em dezembro de 2018, Benicio del Toro entrou no elenco como a voz de Swiper. Em março de 2019 Danny Trejo anunciou que se juntou ao filme com a voz de Botas.
Em uma entrevista à Forbes, Moner contou que aprendeu o idioma quíchua para fazer o personagem. Ela disse que o filme vai “levar o público a Machu Picchu” para “explorar a cultura inca”. Ela ainda comentou que “Dora é muito culta e ela sabe tudo sobre tudo”, também “Dora não tem uma etnia definida”.

Dora e a Cidade Perdida | Bastidores: Nova Dora | Paramount Brasil

Filmagens

As filmagens começaram em 6 de agosto de 2018 em Queensland, Austrália e foi concluida em dezembro de 2018.

Marketing

A divulgação do trailer do filme foi durante o Kids’ Choice Awards 2019 em 23 de março de 2019. O trailer também revelou que o co-roteirista de Monster Trucks, Matthew Robinson, está co-escrevendo o roteiro com Nicholas Stoller.

Lançamento

Dora and the Lost City of Gold foi lançado no dia 9 de agosto de 2019 nos Estados Unidos. Era para ter  sido lançado no dia 2 de agosto de 2019 e 31 de julho de 2019. No Brasil, o filme está programado a ser lançado no dia 14 de novembro de 2019. Anteriormente estava programado para ser lançado no dia 15 de agosto de 2019 no Brasil.

Recepção

Bilheteria

A Estatística mostrada no dia 15 de setembro de 2019, Dora and the Lost City of Gold arrecadou US$ 56,7 milhões de dólares nos Estados Unidos e no Canadá e US$ 33,7 milhões de dólares e em outros países  um total de US$ 90,4 milhões, contra um orçamento de produção de US$ 49 milhões.
Nos Estados Unidos e no Canadá, Dora and the Lost City of Gold foi lançado ao lado de The Kitchen e Brian Banks, e arrecadou US$ 15 a 20 milhões de dólares em 3.500 cinemas em seu fim de semana de abertura. O filme faturou US $ 6,7 milhões em seu primeiro dia, incluindo US $ 1,25 milhão das prévias da noite de quinta-feira. Ele entrou em estreia para US $ 17 milhões, terminando em quarto lugar nas bilheterias; 46% de seu público era latino, enquanto 32% eram caucasianos, 11% afro-americanos e 10% asiáticos.

Dora e a Cidade Perdida: elenco teve que enfrentar cobras e areia movediça

Resposta crítica

Em um site de críticas Rotten Tomatoes, o filme alcançou uma taxa de aprovação de 84% com base em 142 avaliações e uma classificação média de 6,45 / 10. O comentário crítico do site diz: “Liderada por uma performance vencedora de Isabela Moner, Dora and the Lost City of Gold é uma aventura familiar que mantém o espírito jovem de seu material de origem.” Metacritic deu ao filme uma pontuação média ponderada de 63 em 100, com base em 15 críticos, indicando “revisões mistas ou médias”. As audiências pesquisadas pelo Cinema Score deram ao filme um grau médio de “A” na escala A + a F, enquanto o Post Trak informou que os usuários adultos e infantis deram uma média de 4,5 e 3,5 de 5 estrelas, respectivamente.
Peter Debruge, da Variety, escreveu: “Enquanto a maioria do elenco (e especialmente Derbez) interpreta versões mais lentas e barulhentas de seus personagens, Moner tem os olhos arregalados e a atitude cada vez mais frouxa que associamos a Dora, mas acrescenta um nível de carisma que um personagem animado não podia transmitir”.

Críticas de usuários

Eu tinha uma vaga ideia de quem era Dora, exploradora, por alguns escritor, produtor na TV, quando meu filho estava folheando os programas infantis. Então, sentei-me para assistir a esta modificação ao vivo de 2019 de Dora the Explorer com meu filho de 9 anos.
Acontece que o filme foi realmente melhor do que eu esperava. Eu esperava que fosse um filme infantil, mas na verdade é um filme para a família, porque há algo até para pais e adultos curtirem no filme. Portanto, quaisquer suposições anteriores que eu tinha sobre o que estava por vir foram definitivamente colocadas de lado nas mãos do diretor James Bobin.
Pense nisso como uma espécie de aventura alegre de Indiana Jones para as crianças e a família, e tire os nazistas da equação. Na verdade, o enredo em “Dora e a Cidade Perdida de Ouro” foi bastante agradável, e a história foi cativante e o bom andamento da história tornou um filme muito divertido de se assistir.
Eles tiveram um bom conjunto de atores e atrizes para retratar os vários papéis, e Isabela Moner, interpretando Dora, realmente conduziu o filme muito bem. Foi divertido perceber que foi Benicio Del Toro quem dublou Swiper e Danny Trejo quem dublou Boots. E eles também tinham nomes como Michael Peña e Temuera Morrison no filme.
Eu estava mais do que genuinamente entretido e surpreso com este filme, e definitivamente valeu a pena sentar com meu filho para assistir. Minha avaliação do filme “Dora e a Cidade Perdida de Ouro” de 2019 é de seis em dez estrelas .É claro que tudo é trabalhado de forma leve e até aprazível para que o público infantojuvenil seja capaz de entender o recado e, ainda assim, se entreter. Mas boa parte do entretenimento se origina de Merced, que capta tão bem a essência da personagem que é quase impossível separá-la de Dora.

 

Dora e a cidade perdida | Cena Com O Raposo- Legendado-PTBR

Fotos

Dora cidade perdida
A cidade Perdida
Cena Dora na cidade Perdida
Cena de Dora e a cidade Perdida
cidade perdida
Dora na cidade perdida cenas do filme
Cenas do filme
Cenas do filme Dora com os pais
Pais de Dora
Cena do filme
Isabela como Dora
Dora e a Cidade Perdida Isabela Merced Jeffrey Wahlberg

macaco de dora
Dora e o macaco
amigos de Dora
Dora e os amigos
Pai de Dora
Dora na cena do filme
a cidade perdida
Dora encontra a cidade perdida
Cenas do filme Dora
Dora e seus amigos
em busca da ciadade
Em busca da cidade perdida
encantamento descoberta
Desvendando os mistérios
divulgação
Paramount divulga primeiro treiler de Dora
Dora e o misterio
Desvendando os mistérios
areia movediça
Cena da areia movediça
dora na cidade
Cena da Dora no ônibus da escola
morador da ilha
encontro com o morador da cidade.
Isabela Merced
Isabela Merced como Dora e Jeffrey Wahlberg como Diego.
ouro inca
Descoberta do tesouro

Fontes/Referências Wikpédia, IMDB, além da pesquisa do site Imagoi