Patricia Pillar Atriz Brasileira

Patricia Gadelha Pillar(Brasília, 11 de janeiro de 1964) é uma atriz, apresentadora de televisão, diretora e produtora brasileira. Mudou-se para o Rio de Janeiro aos catorze anos de idade e iniciou sua carreira em 1983 no cinema em Para Viver um Grande Amor, interpretando Marina. Dois anos depois, fez sua estreia na televisão como apresentadora do programa de videoclipes musicais FM TV, na Rede Manchete. Contudo, sua primeira telenovela foi em Roque Santeiro, da Rede Globo, no papel de Linda Bastos.

Seu destaque na televisão veio em 1996, quando deu sua vida a Luana em O Rei do Gado, uma ativista de um grupo sem-terra que acaba se apaixonando pelo homem no qual ela invadiu sua propriedade; personagem que rendeu o Prêmio Contigo! de TV, na categoria de Melhor Atriz. Oito anos mais tarde, Patrícia foi indicada como Melhor Atriz pelo seu trabalho em Cabocla, interpretando Emerenciana. No entanto, seu destaque pela profissão só ocorreria em 2008 como Flora em A Favorita, o que lhe garantiu o Prêmio Quem, Troféu APCA, Melhores do Ano, Troféu Imprensa e Prêmio Contigo! de TV.

No cinema, seu primeiro trabalho em destaque foi em 1992 com o filme A Maldição do Sanpaku, conquistando o Festival de Brasília, Festival de Cinema de Natal e Troféu APCA, ambos na categoria de Melhor Atriz. Quatro anos depois, voltaria a ganhar o APCA, na categoria Melhor Atriz Coadjuvante, pelo trabalho em Menino Maluquinho – O Filme. Em 2006, por protagonizar em Zuzu Angel, recebeu duas indicações no Prêmio Contigo! de Cinema Nacional e Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, conquistando o troféu apenas como Melhor Atriz de Cinema no Prêmio Arte Qualidade Brasil.

 

Patrícia Pillar

Nome Completo: Patrícia Gadelha Pillar
Nascimento: 11 de janeiro de 1964(57anos)
Brasília, DF.
Nacionalidade: brasileira
Cônjuge: Zé Renato (1985-95)
Ciro Gomes ( 1999-2011)
Carlos Henrique Schroder (2015-19)
Ocupação: Atriz, apresentadora, diretora, produtora.
Período de atividade: 1981-presente
Principais trabalhos:

    •  Linda,em Roque Santeiro
    • Ana do Véu, em Sinhá Moça
    • Ana Claúdia, em Brega Chique
    • Alaíde, em Rainha da Sucata
    • Eliana, em Renascer
    • Esther,em Pátria Minhas
    • Luana, em O Rei do Gado
  • Duda, em Um Anjo Caiu do Céu
  • Flora, em A Favorita
  • constãncia, em Lado a Lado
  • Ângela,em O Rebu
  • Cássia, em Onde Nascem os Fortes
    Página Oficial:
    patriciapillar.com.br

A Favorita: Capítulo 02 da novela, terça, 24 de novembro 

Biografia

Infância e início da carreira

Em virtude da profissão de seu pai, Nuno, oficial da Marinha, Patricia saiu de Brasília e morou em diversos lugares do Brasil, como Vitória e Santos, até se fixar no Rio de Janeiro, aos 14 anos.

Patricia sempre quis ser atriz, então trabalhava enquanto fazia o ensino médio para pagar as aulas de teatro. Aos 16 anos fez sua primeira foto como modelo. Chegou a cursar a faculdade de jornalismo, mas desistiu para investir na carreira de atriz. Começou no teatro amador, fez Tablado, depois entrou para o grupo de teatro Asdrúbal Trouxe o Trombone. Em 1983 fez seu primeiro filme, Para Viver um Grande Amor, onde atuou com Djavan. Foi sua atuação nesse filme que a fez ser escalada para o elenco de Roque Santeiro, em 1985.

Por volta dos anos de 1983-1984 havia rumores de um caso extraconjugal, em que Djavan teria se envolvido com a atriz Glória Pires; este fato foi desmentido pelo próprio cantor em uma entrevista a revista Playboy, tendo afirmado para a revista “(Glória Pires) Tinha esse encantamento por mim…Mas não chegamos a namorar, não.” Na mesma publicação, Djavan afirmou que a sua relação extraconjugal envolveu a atriz Patricia Pillar, com a qual se relacionou por onze meses, tendo-se iniciado nas gravações do filme Para Viver um Grande Amor, onde contracenaram; Djavan separou-se de Aparecida, sua mulher, mas não manteve mais contato com Patrícia.

Televisão

19851999: Início da carreira e premiada em O Rei do Gado
Fez sua estreia na televisão em 1985, no programa de videoclipes musicais FM TV, em parceria com Tim Rescala, na Rede Manchete, e na telenovela Roque Santeiro, da TV Globo, interpretando Linda Bastos. No ano seguinte, deu sua vida a Ana do Véu em Sinhá Moça, personagem que teve seu rosto coberto por conta de uma promessa feita por sua mãe. Em 1987, foi a Ana Cláudia de Brega & Chique, mesmo período em que esteve no papel de Santinha de Oliveira no seriado Armação Ilimitada, no episódio “Verão 87”.

Em 1988, interpretou Bianca em Vida Nova.Nos dois primeiros anos da década de 1990, foi Alaíde em Rainha da Sucata e, logo em seguida, esteve no papel principal de Salomé. Em 1992, viveu Cinara na minissérie As Noivas de Copacabana, além de ter participado de dois episódios do programa Você Decide, intitulados “Verdades e Mentiras” e “O Sonho Dourado“.  No ano seguinte, foi a Eliana da telenovela Renascer, enquanto que, entre 1994 e 1995, fez participação especial como Ester em Pátria Minha e no episódio “O Coronel e o Lobisomem”, sendo Esmeraldina, na faixa de programação Caso Especial.

Em 1996, interpretou Luana na telenovela O Rei do Gado, uma ativista defensora do movimento sem-terra que, ao invadir a terra do fazendeiro (interpretado por Antônio Fagundes), acabou se apaixonando por ele. Sua personagem em destaque lhe garantiu o Prêmio Contigo! de TV de 1997 como Melhor Atriz, além de ter sido indicada na mesma categoria no Troféu Imprensa daquele mesmo ano. Posteriormente, encerraria o milênio na série Mulher, dando sua vida a Cristina.

Top 7 Personagens de Época de Patrícia Pillar

2001–2008: A consagração como atriz em A Favorita

Patricia Pillar sendo homenageada no 11º Cine-PE em 2007.
Iniciou o Século XXI interpretando Duda na telenovela Um Anjo Caiu do Céu; dois anos mais tarde, fez uma participação especial no episódio “A Grande Viagem” sendo a caminhoneira Rosa na série Carga Pesada. Em 2004, deu sua vida a Emerenciana, esposa do Coronel Boa neges (Tony Ramos) em Cabocla, escrito por Benedito Ruy Barbosa; cuja personagem recebeu indicação na categoria de Melhor Atriz no Prêmio Contigo! de TV. Além disso, também participou do especial de fim de ano História de Cama e Mesa, como a dentista Paula.

Em 2005, fez uma participação especial na série A Diarista, como Marta, no episódio “Aquele do Parto”. Além disso, também esteve em Damas e Cavalheiros, um quadro do programa Fantástico, no episódio “Remoendo lembranças”, na qual viveu uma mulher que discutia o relacionamento amoroso sobre um homem dentro de um bar.No especial Os Amadores, deu sua vida a Lena, esposa de Marcos (Cássio Gabus Mendes).No ano seguinte, na telenovela Sinhá Moça, também escrito por Benedito Ruy Barbosa, interpretou a Dona Cândida, mãe da protagonista da obra. Em 2007, apresentou o programa musical Som Brasil.

Em 2008, interpretou a personagem Flora em A Favorita, que lhe rendeu elogios do público e da crítica, assim como, também foi capa da revista Veja. Seu desempenho nessa telenovela rendeu diversos prêmios na categoria de Melhor Atriz, com destaque para o Prêmio Quem, Troféu APCA, Melhores do Ano, Troféu Imprensa e Prêmio Contigo! de TV.

Patrícia Pillar em Renascer – 8

2011–presente: Trabalhos na Rede Globo

Em 2011, deu sua vida a personagem Juliana em Passione; no mesmo ano, também participou da minissérie Divã como Suzana. No ano seguinte, fez uma participação especial na série As Brasileiras, como Suzana, pelo episódio “A Viúva do Maranhão”, além de também ter interpretado a vilã Constância, na novela Lado a Lado. Em 2014 participou da minissérie Amores Roubados. No mesmo ano pode ser vista novamente interpretando Ângela, a assassina da novela O Rebu.

Em 2016, Patricia foi cotada para a novela Velho Chico, porém recusou o papel, alegando que desejaria férias após a minissérie Ligações Perigosas. Em 2018, na supersérie Onde Nascem os Fortes, interpretou a engenheira química, Cássia, uma mulher de muitos segredos e que sempre escondeu dos filhos o real motivo de nunca ter voltado a Sertão.

Patricia Pillar no Festival do Rio 2017

Cinema

Seu primeiro trabalho no cinema foi em 1983, no filme Para Viver um Grande Amor, interpretando Marina. Seis anos mais tarde, voltou às telonas em Festa. No entanto, seu destaque só viria em 1992 no filme A Maldição do Sanpaku vivendo a Cris, personagem que lhe garantiu muitas premiações na categoria de Melhor Atriz no Festival de Brasília, Festival de Cinema de Natal e Troféu APCA.

Em 1994, esteve em Menino Maluquinho – O Filme, sendo a mãe do personagem principal; premiada na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante no Troféu APCA. No ano seguinte, foi a Teresa de O Quatrilho e Amula de O Monge e a Filha do Carrasco. Em 1997, deu sua vida a Maria do Céu em O Noviço Rebelde. Contudo, voltou a ser destaque em Amor & Cia como Ludovina, sendo homenageada pelo 2.ª Mostra de Cinema de Tiradentes.

Em 2004, interpretou Iara na curta-metragem O Casamento de Iara. No ano seguinte, fez sua primeira dublagem em La marche de l’empereur como Pinguim mãe. Contudo, no filme Zuzu Angel, no qual foi protagonista em 2006, seu papel foi premiado na categoria Melhor Atriz de Cinema, pelo Prêmio Arte Qualidade Brasil, além de ter recebido indicações como Melhor Atriz no Prêmio Contigo! de Cinema Nacional e Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Naquele mesmo ano, também foi a doutora Cris de Se Eu Fosse Você.

Em 2007, foi a sereia Iara de Pequenas Histórias. No ano seguinte, Patrícia dirigiu o documentário Waldick, sempre no Meu Coração, que contou a história do cantor Waldick Soriano. Em 2012, narrou Margaret Mee e a Flor da Lua. Três anos mais tarde, voltou às telonas interpretando Clotilde em O Duelo, e depois de dois anos, foi a mãe de Maria em Unicórnio.

PATRICIA PILLAR | Entrevista sobre o filme UNICÓRNIO

Teatro

No teatro, sua primeira casa, Patricia trabalhou com o diretor Hamilton Vaz Pereira em sua fase pós-Asdrúbal Trouxe o Trombone. Ele a dirigiu em Tem Pra Gente (1983), Amizade de Rua (1985), Estúdio Nagazaki (1986) e O Máximo (1989). Nos palcos, também esteve ao lado de Raul Cortez em Lobo De Rayban (1998) e foi dirigida por Aderbal Freire Filho em A Prova (2004).

Vida Pessoal

Patrícia casou-se com o músico Zé Renato em 1985, cuja relação chegou ao fim dez anos depois; embora ambos não moravam juntos no mesmo imóvel. Em 1999, a atriz casou com o político Ciro Gomes, num relacionamento que rendeu até seu término em 2011.

Em fevereiro de 2016, começou a namorar com Carlos Henrique Schroder, diretor geral da Rede Globo. Ambos ficaram juntos até agosto de 2019, quando decidiram terminar a relação.

Em 2018, Patrícia declarou seu voto e apoio ao ex-marido e amigo Ciro Gomes, nas eleições à presidência da República.

DOMINGAO DO FAUSTAO ARQUIVO CONFIDENCIAL COM PATRICIA PILAR PARTE 1

Doença

Em dezembro de 2001, Patrícia descobriu que tinha um nódulo no seio. Foi constatado que era um tumor maligno, porém como foi diagnosticado em estágio inicial ele pôde ser totalmente removido. A atriz tornou público seu drama e apareceu de cabeça raspada em vários eventos, como forma de incentivar as mulheres a fazer o autoexame de mama e a enfrentar o câncer. A partir de então integrou a campanhaO câncer de mama no alvo da moda“, do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer, que conta com o apoio de diversos artistas. Em 2002, a atriz passou por um processo de quimioterapia, devido a retirada do tumor na mama.

Participou também da campanha Bem-Querer Mulher, pelo fim da violência contra a mulher.

Filmografia

Televisão

  • 1985: FM TV / APRESENTADORA
    Roque Santeiro /Linda Batsos Moreyra França
  • 1986: Sinhá Moça/ Ana Luísa Maria Teixeira (Ana do Véu)
    Vídeo Show / Apresentadora
  • 1987: Brega & Chique / Ana Cláudia Alvatay
    Armação Ilimitada / Santinha de Oliveira / Episódio ” Verão 87″
  • 1988: Ciranda/ Apresentadora/
    Caso Especial / Lúcia/ Episódio: “Mocinha e Bandido”
    Vida Nova/ Bianca
  • 1990: Rainha da Sucata/ Alaíde
  • 1991: Salomé/ Salomé
  • 1992: Você Decide/ Malu / Episódio: “Verdades e Mentiras”
    Você Decide/ Franca / Episódio:” O Sonho Dourado
    As Noivas de Copacabana / Cinara Alves
  • 1993: Renascer / Eliana
  • 1994: Pátria Minha / Ester Fonseca / Participação Especial
  • 1994: Caso Especial/ Esmeraldinha / Episódio:”O Coronel e o Lobisomem”
  • 1996: O Rei do Gado / Luana Berdinazzi / Marieta Berdinazzi
  • 199899: Mulher / Dr. Cristina Brandão
  • 2001:  Um Anjo Caiu do Céu / Maria Eduarda Medeiros de Montaltino (Duda)
  • 2003:  Carga Pesada / Rosa / Episódio: “A Grande Viagem”
  • 2004: Cabocla/ Emerenciana de Jesus Pereira ( Ciana)
    Histórias de Cama & Mesa / Paula/ Especial de final de ano
  • 2005:  Os Amadores / Lena / Episódio:” 27 de dezembro”
    A Diarista / Marta / Episódio:”Aquele do Parto”
    Damas e Cavalheiros / Mulher / Episódio:”Remoendo Lembranças
  • 2006: Sinhá Moça/ Cândida Ferreira, Baronesa de Araruna
  • 200713: Som Brasil/ Apresentadora
  • 2008:  A Favorita/ Flora Pereira da Silva ( Espoleta) / Sandra Maia
  • 2011:  Passione / Juliana / Episódios:” 13-14 de janeiro”
    Divã / Suzana / Episódios:”5-15 de abril”
  • 2012: As Brasileiras/ Ludmila/ Episódio:” A Viúva do Maranhão”
    Lado a Lado/ Constância Assunção, a Baronesa da Boa Vista
  • 2014: Amores Roubados/ Isabel Favais
    O Rebu / Angela Mahler
  • 2016:  Ligações Perigosas / Isabel D’Ávila de Alencar
  • 2017:  Asdrúbal Trouxe o Trombone/ Ela Mesma(depoimento) / Episódio:” Quem Parte, Quem Fica”
  • 2018:  Onde Nascem os Fortes / Cássia Ferreira da Silva /
  • 2020:  Salve-se Quem Poder/ Ela Mesma/ Episódio:”27 de Janeiro

Cinema

  • 1983: Para Viver um Grande / Marina
  • 1988: Festa / Jogadora de sinuca
  • 1992: A Maldição de Sanpaku / Cris
  • 1994: Menino Maluquinho- O Filme / Mãe
  • 1995: O Quartilho / Teresa
    O Monge e a Filha do Carrasco / Amula
  • 1996: O Noviço Rebelde / Maria do Céu
  • 1998: Amor & Cia / Ludovina
  • 2004: O Casamento de Iara / Curta – metragem
  • 2005: La marche de I’empereur / Pinguim mãe/ Dublagem
  • 2006: Zuzu Angel / Zuzu Angel
    Se Eu Fosse Você
  • 2007: Pequenas Histórias / Iara
  • 2012: Margaret Mee e a Flor da Lua / Narradora / Documentário
  • 2015: O Duelo/ Clotilde
  • 2017: Unicórnio / Mãe de Maria

Videoclipes

  • 1985: “Sino de Ouro”/ Alceu Valença
  • 1991: ” Só Pensa na Fama” / Supla
  • 2013: ” Como é grande o Meu Amor por Você” / Lulu Santos

Teatro

  • 1980: O Mito de Aukê
  • 1981: Os Banhos / Belvedonski
  • 1982: Jogos de Guerra/ Vários
  • 1983: Tem Pra Gente, Se Invente / Fátima, Glória, Vampira etc
  • 1984: A Filha do Presidente
  • 1984-86: Motangos e Lunetas/ Tainá
  • 1985: Amizade de Rua / Bianca
  • 198687: Estúdio Nagasaki / Yushimasa Nagashima, Diana e Afrânio
  • 1986: Quando Eu Olho pros Teus Olhos Vejo Logo Meteoros / Cantora
  • 1988: O Máximo / Rei Midias, Glória, etc
  • 1989: Lobo De Rayban/ Júlia Ferraz
  • 1991: Freud Levou Pau em Ginecologia / Prima Roshana
  • 2000: Paixão de Cristo de Nova Jerusalém / Maria
  • 2004: A Prova / Catharine

Direção e Produção

  • 2003: Saudades da Saudades/ Direção e Produção musical do videoclipe de Eveline hecker
  • 2004: Ponte Aérea / Idealização e produção executiva do CD de Eveline Hecker
  • 2007: Waldick Sempre no Meu Coração / Direção e roteiro do documentário sobre Waldick Soriano
    Waldick Soriano: Ao Vivo / Produção e direção do CD e DVD do cantor Waldick Soriano
  • 2011: Construção / Produtora Associada do filme
  • 2013:Vergonha / Direção do clipe da cantora Marcia Castro
  • 2020: Live Nordeste Pela Vida / Produção executiva da live

Discografia

  • Fábulas de Leonardo da Vinci / Alfredo Sertã
    Beth Goulart
    Paulo Goulatr
  • Lançamento: 2010
  • Formatos: CD, download digital, streaming
  • Ilustrações: Thais Beltrame
  • Também lançado como livro

Prêmios e Indicações

  • 1992:Prêmio Candango / Melhor Atriz/ A Maldição do Sanpaku/ Venceu
    Festival de Cinema de Natal / Melhor Atriz / A Maldição do Sanpaku / Venceu
  • 1994:Prêmio APCA / Melhor Atriz / A Maldição do Sanpaku / Venceu
  • 1996: Prêmio APCA/ Melhor Atriz Coadjuvante / Menino Maluquinho- Ofilme/ Venceu
    Prêmio Contigo! de TV/ Melhor Atriz / O Rei do Gado/ Venceu
  • 1997: Troféu Imprensa/ Melhor Atriz / O Rei do Gado/ Indicada
  • 1998: Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro/ Melhor Atriz/ Amor & Cia / Indicada
    Prêmio Festival de Brasília / Melhor Atriz / Amor & Cia / Venceu
  • 1999: 2. Mostra de Cinema de Tiradentes/ Homenagem / Carreira/ Venceu
  • 2004: Prêmio Extra de Televisão / Melhor Atriz/Cabloca/ Indicada
  • 2005: Prêmio Contigo! de Tv / Melhor Atriz / Cabloca/ Indicada
  • 2006: Prêmio Qualidade Brasil / Melhor Atriz de Cinema/ Zuzu Angel / Vneceu
    Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro / Melhor Atriz de Cinema / Zuzu Angel/ Indicada
  • 2007: Prêmio Contigo! de Cinema Nacional/ Melhor Atriz/ Zuzu Angel / Indicada
    Grande Prêmio do Cinema Brasileiro/ Melhor Atriz / Zuzu Angel / Indicada
    Festival de Cinema Latino-americano de Paris / Melhor Atriz/ Zuzu Angel / Venceu
    Cine PE / Homenagem/ Carreira/ Venceu
  • Prêmio Contigo! de TV/ Melhor Atriz/ Sinhá Moça/ Indicada
  • 2008:  Festival de Paulínia / Melhor Documentário/ Waldick, sempre no Meu Coração/ Indicada18. Prêmio FestNatal / Melhor Filme (Juri popular) / Waldick, sempre no Meu Coração / Venceu
    Mostra Língua / Melhor Documentário/ Waldick, sempre no Meu Coração/ Venceu
    Prêmio Qualidade Brasil/ Melhor Atriz/ A Favorita / Venceu
    Prêmio Extra de Televisão / Melhor Atriz/ A Favorita/ Venceu
    Prêmio Quem de Televisão/ Melhor Atriz/ A Favorita / Venceu
    Prêmio Contigo!de TV/ Celebridade do Ano/ A Favorita/ Indicada
    FestNatal/ Melhor Atriz / A Favorita / Venceu
    Prêmio Editora Três/Personalidade do Ano/ A Favorita / Venceu
    Prêmio APCA / Melhor Atriz / A Favorita/ Venceu
    Prêmio TV Press / Melhor Atriz / A Favorita/ Venceu
    Prêmio IG Gente / Melhor Atriz / A Favorita / Venceu
    Prêmio Tudo de Bom / Melhor Atriz / A Favorita / Indicada
    Melhores do Ano/ Melhor Atriz / A Favorita / Venceu
  • 2009: Troféu Imprensa/ Melhor Atriz /A Favorita/ Venceu
    Troféu Internet / Melhor Atriz/ A Favorita/ Venceu
    Prêmio Contigo / Melhor Atriz de Novela/ A Favorita/ Venceu
    Prêmio Minha Novela/ Melhor Atriz/ A Favorita / Venceu
    Meus Prêmios Nick / Atriz Favorita / Venceu
  • 2010: Grande Prêmio do Cinema Brasileiro / Melhor longa- metragem documentário / waldick, sempre no Meu Coração/ Indicada
    Cine Ceará / Homenagem / Carreira / Venceu
  • 2011:Vitória Cine Vídeo- Troféu Marlin Azul / Homenagem / Carreira/ Venceu
  • 2013: Festival Internacional de Cinema Feminino / Homenagem/ Carreira no Cinema / Venceu
    Prêmio Contigo! de Tv/ Melhor Atriz de Série ou Minissérie / As Brasileiras/ Indicada
    Prêmio Contigo! de TV / Melhor Atriz de Novela/ Lado a lado/ Indicada
    Prêmio Extra de Televisão/ Melhor Atriz Coadjuvante / Lado a Lado/ Indicada
  • 2014: Ordem do Mérito Cultural / Homenagem / Contribuição c/ Cultura / Venceu
    Prêmio Cariocas do Ano- Veja Rio / Melhor Atriz/ Amores Roubados e O Rebu / Venceu
    Troféu APCA/ Melhor Atriz / Amores Roubados/ Venceu
    Prêmio Quem de Televisão / Melhor Atriz de Televisão / O Rebu / Indicada
  • 2015: Prêmio Contigo! de Tv / Melhor Atriz / O Rebu/ Indicada
  • 2016: Prêmio Quem de Televisão / Melhor Atriz/ Ligações Perigosas/ Indicada
  • 2018: Melhores do Ano / Atriz de Série, Minissérie ou Seriado/ Onde Nascem os Fortes / Venceu
    Troféu APCA / Melhor Atriz / Onde Nascem os Fortes/ Indicada
    Troféu UOL TV e Famosos / Melhor Atriz / Onde Nascem os Fortes/ Indicada
    Fest Aruanda / Troféu Aruanda/ Homenagem pelo conjunto da Obra/ Venceu

Fotos

Patrícia Pillar- Novela O Rei do Gado
Patrícia Pillar passou 15 dias cortando cana para gravar O Rei do Gado

 

Patrícia Pillar comemora 56 anos
Para comemorar os 56 anos de Patrícia Pillar, lembramos as melhores personagens da atriz

 

Patrícia Pillar Novela Roque Santeiro
Patrícia Pillar interpretou a personagem Linda na novela ‘Roque Santeiro’

 

Patrícia Pillar Fantasiada
Fantasiada de roqueira, Patrícia Pillar vai à festa de ‘Lado a Lado’

 

Patrícia Pillar Personagem na série Onde Nascem os Fortes
Patricia Pillar fala sobre mistério de sua personagem na série Onde Nascem os Fortes

 

Sinhá Moça 1986
Sinhá Moça 1986
Ciro e Patrícia Pillar
CIRO E PATRÍCIA PILLAR – Show de Lulu Santos

 

Patrícia Pillar Novela Salomé
Sua primeira protagonista veio em 1991, na novela “Salomé”

 

Patrícia Pillar Plano de extermínio da Cultura brasileiraPatricia Pillar vê ‘plano de extermínio’ da cultura brasileira

 

Patrícia Pillar assume namoro

Patrícia Pillar assume namoro com todo-poderoso da Rede Glob

Patrícia Pillar com as amigas

Patrícia Pillar relaxa após fim de ‘Lado a Lado’ e toma chope com amigas no Rio

 

Patrícia Pillar convidada para ler frases, reflexões
Patricia Pillar é convidada para ler em primeira mão “Veríssimas — Frases, reflexões e sacadas sobre quase tudo”

 

Patrícia Pillar participa de live
Patricia Pillar participa de live pelo Nordeste e fala sobre o país: ‘Só enxergo estupidez e destruição’

 

Patrícia Pillar Fala sobre beleza
Patricia Pillar fala sobre beleza e idade às vésperas de completar 50 anos
Patrícia Pillar Fala a revista
Patrícia Pillar fala a revista sobre não ter filhos “Não rolou”

 

 

Patrícia Pillar sem make em evento
Sem make e sempre bela! Patrícia Pillar aparece sem maquiagem em evento

Fontes / Referências: wikipédiaIMDB, além da pesquisa do site Imagoi