Clarice Lispector

Clarice Lispector (nascida Chaya Pinkhasivna Lispector ( ucraniano : Хая Пінкасівна Ліспектор ); 10 de dezembro de 1920 – 9 de dezembro de 1977) foi um ucraniano -born brasileira romancista e contista aclamado internacionalmente por seus romances inovadores e contos. Nascida em uma família judia em Podolia, no oeste da Ucrânia, ainda criança ela se mudou para o Brasil com sua família, em meio aos desastres que envolveram sua terra natal após a Primeira Guerra Mundial .

Ela cresceu em Recife , capital de Pernambuco , onde sua mãe morreu quando ela tinha nove anos. A família mudou-se para o Rio de Janeiro quando ela era adolescente. Enquanto na faculdade de Direito no Rio, ela começou a publicar seu trabalho primeira jornalística e contos, catapulting para a fama com a idade de 23 com a publicação de seu primeiro romance, Perto do Coração Selvagem ( Perto do Coração Selvagem ), escrito como um interior monólogo em estilo e linguagem considerados revolucionários no Brasil.

Ela deixou o Brasil em 1944, após seu casamento com um diplomata brasileiro, e passou a próxima década e meia na Europa e nos Estados Unidos. Depois de voltar ao Rio de Janeiro em 1959, ela começou a produzir suas obras mais famosas, incluindo as histórias de Family Ties ( Laços de Família ), o grande romance místico A Paixão Segundo GH ( A Paixão Segundo GH ), e que é, sem dúvida, ela obra-prima Água Viva . Ferida em um acidente em 1966, ela passou a última década de sua vida com dores frequentes, continuamente escrevendo e publicando romances e contos até sua morte prematura em 1977.

Ela já foi tema de inúmeros livros, e as referências a ela e a seu trabalho são comuns na literatura e na música brasileiras. Vários de seus trabalhos foram transformados em filmes. Em 2009, o escritor americano Benjamin Moser publicou Por que este mundo: uma biografia de Clarice Lispector . Desde aquela publicação, seus trabalhos têm sido objeto de um extenso projeto de retradução, publicado pela New Directions Publishing e Penguin Modern Classics , a primeira brasileira a ingressar nessa prestigiosa série. Moser, que também é editora de sua antologia The Complete Stories (2015), descreve Lispector como o escritor judeu mais importante do mundo desde Kafka .

Lispector em 1969
Lispector em 1969
  • Nascer: Chaya Pinkhasivna Lispector 10 de dezembro de 1920 Chechelnyk,
    República Popular da Ucrânia
  • Faleceu: 9 de dezembro de 1977 (56 anos)
    Rio de Janeiro, Brasil
  • Nome de caneta: Helen Palmer, Teresa Quadros
  • Ocupação: escritor
  • Nacionalidade brasileiro
  • Cônjuge: Maury Gurgel Valente (m. 1943, div. 1959)
  • Crianças: 2
  • Local na rede Internet
    claricelispector .com .br

Clarice Lispector – De Corpo Inteiro Entrevistas

Estátua de Lispector em Recife
Estátua de Lispector em Recife

Início da vida, a emigração e Recife

Clarice Lispector nasceu em Chechelnyk , Podolia , um shtetl no que hoje é a Ucrânia. Ela era a caçula de três filhas de Pinkhas Lispector e Mania Krimgold Lispector. Sua família sofreu terrivelmente nos pogroms durante a Guerra Civil Russa que se seguiram a dissolução do Império Russo , circunstâncias mais tarde dramatizada em sua irmã mais velha Elisa Lispector ‘s romance autobiográfico no Exílio ( In Exile , 1948). Acabaram conseguindo fugir para a Romênia, de onde emigraram para o Brasil, onde sua mãe, Mania, tinha parentes. Eles navegaram de Hamburgo e chegou ao Brasil nos primeiros meses de 1922, quando Chaya tinha pouco mais de um ano.

Os Lispectors mudaram seus nomes na chegada. Pinkhas tornou-se Pedro; Mania virou Marieta; Leah se tornou Elisa e Chaya se tornou Clarice. Apenas a filha do meio, Tania (19 de abril de 1915 – 15 de novembro de 2007), manteve seu nome. Eles se estabeleceram pela primeira vez na cidade nordestina de Maceió , Alagoas . Após três anos, durante os quais a saúde de Marieta piorou rapidamente, mudaram-se para a cidade de Recife , Pernambuco , fixando-se no bairro da Boa Vista, onde moraram no número 367 da Praça Maciel Pinheiro e posteriormente na Rua da Imperatriz.

Em Recife, onde seu pai continuava lutando economicamente, sua mãe – que estava paralisada (embora alguns especulem que ela havia sido estuprada nos pogroms da Ucrânia, não há confirmação disso por parentes e amigos próximos) – finalmente morreu em 21 de setembro de 1930, aos 42 anos, quando Clarice tinha nove. Clarice cursou o Colégio Hebreo-Idisch-Brasileiro, que ensinava hebraico e iídiche além das disciplinas habituais. Em 1932, ingressou no Ginásio Pernambucano, então a escola de ensino médio de maior prestígio do estado. Um ano depois, fortemente influenciada por Hermann Hesse ‘s Steppenwolf , ela ‘conscientemente afirmou o desejo de escrever’.

Em 1935, Pedro Lispector decidiu se mudar com as filhas para a então capital, o Rio de Janeiro, onde esperava encontrar mais oportunidades econômicas e também encontrar maridos judeus para suas filhas. A família morava no bairro de São Cristóvão , zona norte do centro do Rio, antes de se mudar para a Tijuca . Em 1937, ingressou na Faculdade de Direito da Universidade do Brasil , então uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior do país. Sua primeira história conhecida, “Triunfo”, foi publicada na revista Pan em 25 de maio de 1940. Logo depois, em 26 de agosto de 1940, como resultado de uma operação fracassada na vesícula biliar, seu querido pai morreu, aos 55 anos.

Ainda na faculdade de direito, Clarice começou a trabalhar como jornalista, primeiro na assessoria de imprensa oficial do governo, a Agência Nacional, e depois no importante jornal A Noite . Lispector entraria em contato com a geração mais jovem de escritores brasileiros, entre eles Lúcio Cardoso , por quem se apaixonou. Cardoso era gay, porém, e logo começou a sair com um colega da faculdade de direito chamado Maury Gurgel Valente, que havia ingressado no Serviço de Relações Exteriores do Brasil, conhecido como Itamaraty . Para se casar com um diplomata, ela teve que se naturalizar, o que fez assim que atingiu a maioridade. Em 12 de janeiro de 1943, obteve a cidadania brasileira. Onze dias depois, ela se casou com Gurgel.

Clarice Lispector e a Depressão (Legendado)

Clarice Lispector não fez outra coisa a não ser se movimentar em direção à própria liberdade
Clarice Lispector não fez outra coisa a não ser se movimentar em direção à própria liberdade

Perto do coração selvagem

Em dezembro de 1943, ela publicou seu primeiro romance, Perto fazer Selvagem Coração ( Perto do Coração Selvagem ). O romance, que fala da vida interior de uma jovem chamada Joana, causou sensação. Em outubro de 1944, o livro ganhou o prestigioso Prêmio Graça Aranha de melhor romance de estreia de 1943. Um crítico, o poeta Lêdo Ivo , chamou-o de “o maior romance que uma mulher já escreveu em língua portuguesa”.Outro escreveu que Clarice “mudou o centro de gravidade em torno do qual o romance brasileiro girou por cerca de vinte anos”. “A obra de Clarice Lispector aparece em nosso mundo literário como a mais séria tentativa de romance introspectivo”, escreveu o crítico paulistaSérgio Milliet . “Pela primeira vez, um autor brasileiro vai além da simples aproximação neste campo quase virgem de nossa literatura; pela primeira vez, um autor penetra nas profundezas da complexidade psicológica da alma moderna.”

Este romance, como todos os seus trabalhos subsequentes, foi marcado por um foco intenso em estados emocionais interiores. Quando o romance foi publicado, muitos afirmaram que seu estilo de escrita de fluxo de consciência foi fortemente influenciado por Virginia Woolf ou James Joyce , mas ela só leu esses autores depois que o livro estava pronto. A epígrafe de Joyce e o título, retirado de Um retrato do artista quando jovem , de Joyce , foram sugeridos por Lúcio Cardoso .

Pouco depois, Clarice e Maury Gurgel partiram do Rio para a cidade de Belém , no estado do Pará , na foz do Amazonas . Lá, Maury serviu de elo de ligação entre o Itamaraty e os visitantes internacionais que usavam o Norte do Brasil como base militar na Segunda Guerra Mundial.

Europa e nos Estados Unidos

Em 29 de julho de 1944, Clarice deixou o Brasil pela primeira vez desde que chegara ainda criança, com destino a Nápoles , onde Maury foi colocado no Consulado do Brasil. Nápoles foi o posto de preparo das tropas brasileiras da Força Expedicionária Brasileira, cujos soldados lutavam ao lado dos Aliados contra os nazistas . Trabalhou no hospital militar de Nápoles cuidando de soldados brasileiros feridos. Em Roma , conheceu o poeta italiano Giuseppe Ungaretti , que traduziu trechos de Perto do Coração Selvagem e teve seu retrato pintado por Giorgio de Chirico. Em Nápoles, ela concluiu seu segundo romance, O Lustre ( O Lustre , 1946), que como o primeiro enfocou a vida interior de uma menina, desta vez chamada Virgínia. Este livro mais longo e difícil também foi recebido com entusiasmo pela crítica, embora seu impacto tenha sido menos sensacional do que Near to the Wild Heart . “Possuidor de um enorme talento e uma personalidade rara, ela terá que sofrer, fatalmente, as desvantagens de ambos, desde que ela tão amplamente desfruta seus benefícios”, escreveu Gilda de Melo e Sousa  . Após uma curta visita ao Brasil em 1946, Clarice e Maury retornaram à Europa em abril de 1946, onde Maury foi destacado para a embaixada em Berna, Suíça. Foi uma época de considerável tédio e frustração para Lispector, que costumava ficar deprimido. “Esta Suíça”, escreveu ela à irmã Tânia, “é um cemitério de sensações.” Seu filho Pedro Gurgel Valente nasceu em Berna em 10 de setembro de 1948, e na cidade ela escreveu seu terceiro romance, A cidade sitiada ( A cidade sitiada , 1946).

Na Suíça, em Berna, morei na Gerechtigkeitsgasse , ou seja, na Rua da Justiça. Em frente à minha casa, na rua, estava a estátua colorida segurando a balança. Ao redor, reis esmagados implorando talvez por perdão. No inverno, o pequeno lago no meio do qual ficava a estátua, no inverno a água gelada, às vezes quebradiça com uma fina camada de gelo. Na primavera gerânios vermelhos… E a rua ainda medieval: eu morava na parte velha da cidade. O que me salvou da monotonia de Berna foi viver na Idade Média, foi esperar a neve passar e os gerânios vermelhos se refletirem mais uma vez na água, foi ter um filho ali nascido, foi escrever um dos os livros que menos gostei, A cidade sitiada, que, no entanto, as pessoas passam a gostar quando o lêem pela segunda vez; minha gratidão a esse livro é enorme: o esforço de escrevê-lo me manteve ocupada, me salvou do silêncio apavorante de Berna e, quando terminei o último capítulo, fui ao hospital dar à luz o menino.

O livro que Lispector escreveu em Berna, A cidade sitiada , conta a história de Lucrécia Neves e o crescimento de sua cidade, São Geraldo, de pequeno povoado a grande cidade. O livro, repleto de metáforas de visão e visão, teve uma recepção morna e foi “talvez o menos amado dos romances de Clarice Lispector“, segundo um amigo próximo de Lispector.  Sérgio Milliet concluiu que “a autora sucumbe ao peso da própria riqueza”. E o crítico português João Gaspar Simões escreveu: “O seu hermetismo tem a textura do hermetismo dos sonhos. Que alguém encontre a chave.”

Depois de deixar a Suíça em 1949 e passar quase um ano no Rio, Clarice e Maury Gurgel Valente viajaram para Torquay , Devon , onde Maury foi delegado do Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio (GATT). Eles permaneceram na Inglaterra de setembro de 1950 até março de 1951. Lispector gostava da Inglaterra, embora ela tenha sofrido um aborto espontâneo em uma visita a Londres.

Em 1952, de volta ao Rio, onde a família iria ficar cerca de um ano, Lispector publicou um pequeno volume de seis histórias chamadas Alguns contos ( algumas histórias ) em uma pequena edição patrocinada pelo Ministério da Educação e Saúde. Estas histórias formaram o núcleo da tarde Laços de Família ( Family Ties ), 1961. Ela também trabalhou sob o pseudônimo Teresa Quadros como colunista das mulheres na vida curta jornal Comício .

Em setembro de 1952, a família mudou-se para Washington, DC , onde viveriam até junho de 1959. Eles compraram uma casa em 4421 Ridge Street, no subúrbio de Chevy Chase , Maryland . Em 10 de fevereiro de 1953, nasceu seu segundo filho Paulo. Ela cresceu perto do escritor brasileiro Érico Veríssimo , que então trabalhava para a Organização dos Estados Americanos , e sua esposa Mafalda, bem como para a esposa do embaixador, Alzira Vargas  , filha do ex-ditador brasileiro Getúlio Vargas . Ela também começou a publicar suas histórias na nova revista Senhor, lá no Rio. Mas ela estava cada vez mais descontente com o meio diplomático. “Eu odiava, mas fazia o que tinha que fazer […] dava jantares, fazia tudo que você devia fazer, mas com nojo …” [19] Ela sentia cada vez mais a falta das irmãs e do Brasil, e em junho Em 1959, ela deixou o marido e voltou com os filhos para o Rio de Janeiro, onde passaria o resto da vida.

BIOGRAFIAS – Clarice Lispector

A estrela de Clarice Lispector brilha na Espanha
A estrela de Clarice Lispector brilha na Espanha

Últimos anos

Family Ties

Artigo principal: Laços de família (coleção de histórias)
No Brasil, Lispector dificuldades financeiras e tentou encontrar uma editora para o romance que tinha terminado em Washington vários anos antes, bem como para o seu livro de histórias, Laços de Família ( Family Ties ) Este livro incorporou as seis histórias de algumas histórias ao longo com sete novos contos, alguns dos quais publicados no Senhor . Foi publicado em 1960. O livro, escreveu seu amigo Fernando Sabino , foi “exatamente, com sinceridade, indiscutivelmente, e até com humildade, o melhor livro de contos já publicado no Brasil”. E Érico Veríssimodisse: “Não escrevi sobre o seu livro de contos por puro constrangimento para contar o que penso dele. Aí vai: a coleção de contos mais importante publicada neste país desde Machado de Assis ”, o clássico romancista brasileiro.

A maçã no escuro

A Maçã no Escuro ( The Apple in the Dark ), que ela tinha começado em Torquay , estava pronto desde 1956, mas foi repetidamente rejeitado pelos editores, para desespero de Lispector. Seu romance mais longo e talvez o mais complexo, foi finalmente publicado em 1961 pela mesma editora que publicou Laços de Família , a Livraria Francisco Alves em São Paulo. Movido pelo diálogo interior e não pela trama, seu suposto tema é um homem chamado Martim, que acredita ter matado a esposa e foge para o interior do Brasil, onde encontra trabalho como lavrador. As verdadeiras preocupações do romance altamente alegórico são a linguagem e a criação. Em 1962, a obra recebeu o Prêmio Carmen Dolores Barbosa de melhor romance do ano anterior. Por essa época começou um relacionamento com o poeta Paulo Mendes Campos , um velho amigo. Mendes Campos era casado e a relação não durou.

A Paixão Segundo GH e A Legião Estrangeira
Artigo principal: A paixão de acordo com GH

Em 1964, publica um de seus livros mais chocantes e famosos, A paixão segundo GH , sobre uma mulher que, no quarto de empregada de sua confortável cobertura carioca, vive uma experiência mística que a leva a comer parte de uma barata. No mesmo ano, publicou outro livro de contos e miscelâneas, The Foreign Legion .

O tradutor americano Gregory Rabassa , que encontrou Lispector pela primeira vez em meados dos anos 1960, em um congresso de literatura brasileira, no Texas, lembra que ficou “pasmo ao conhecer aquela pessoa rara [Lispector] que se parecia com Marlene Dietrich e escrevia como Virginia Woolf “.

Em 14 de setembro de 1966, ela sofreu um terrível acidente em seu apartamento. Depois de tomar um comprimido para dormir, ela adormeceu em sua cama com um cigarro aceso. Ela estava gravemente ferida e sua mão direita quase teve que ser amputada.
O incêndio que sofri um tempo atrás destruiu parcialmente minha mão direita. Minhas pernas ficaram marcadas para sempre. O que aconteceu foi muito triste e prefiro não pensar nisso. Tudo o que posso dizer é que passei três dias no inferno, para onde – dizem – as pessoas más vão depois da morte. Não me considero mau e experimentei isso em vida.

No ano seguinte, publicou o seu primeiro livro infantil, O Mistério do Coelho pensante ( O Mistério do Coelho Pensamento , 1967), uma tradução de um livro que ela havia escrito em Washington , em Inglês, para seu filho Paulo. Em agosto de 1967, começou a escrever uma coluna semanal (” crônica “) para o Jornal do Brasil , importante jornal carioca, que expandiu sua fama para além dos círculos intelectuais e artísticos que a admiravam por muito tempo. Essas peças foram posteriormente reunidas na obra póstuma A Descoberta do mundo ( The Discovery of the World , 1984).

A mulher que matou os peixes e uma aprendizagem ou O Livro dos Prazeres s

Em 1968, Lispector participou nas manifestações políticas contra o endurecimento ditadura militar no Brasil, e também publicou dois livros: o seu segundo trabalho para crianças, A Mulher Que Matou OS Peixes ( A mulher que matou os peixes ), em que o narrador, Clarice, confessa por ter esquecido de alimentar os peixes do filho; e seu primeiro romance desde GH , Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres , uma história de amor entre uma professora primária, Lóri, e uma professora de filosofia, Ulisses. O livro baseou-se em seus escritos em suas colunas de jornal. Ela também intensificou sua atividade jornalística, realizando entrevistas para a revista Manchete .

Covert Joy e Água Viva (The Stream of Life)

Em 1971, Lispector publicou outro livro de histórias, Felicidade clandestina ( Covert Joy ), vários dos quais obedeceram volta às memórias de sua infância em Recife . Ela começou a trabalhar no livro que muitos considerariam seu melhor, Água viva ( O Fluxo da Vida ), embora tenha se esforçado para concluí-lo. Olga Borelli, uma ex-freira que entrou em sua vida por volta dessa época e se tornou sua fiel assistente e amiga, lembrou:
Ela estava insegura e pediu a opinião de algumas pessoas. Com outros livros, Clarice não demonstrou essa insegurança. Com Água viva ela fez. Foi a única vez que vi Clarice hesitar antes de entregar um livro ao editor. Ela mesma disse isso.

Quando o livro foi lançado em 1973, foi instantaneamente aclamado como uma obra-prima. “Com essa ficção”, escreveu um crítico, “Clarice Lispector desperta a literatura atualmente produzida no Brasil de uma letargia deprimente e degradante e a eleva a um nível de perenidade e perfeição universal.” O livro é um monólogo interior com um narrador em primeira pessoa não identificado para um “você” não identificado, e foi descrito como tendo uma qualidade musical, com o retorno frequente de certas passagens. Água viva foi traduzido pela primeira vez para o inglês em 1978 como The Stream of Life , com uma nova tradução de Stefan Tobler publicada em 2012.

Clarice Lispector – 100 Anos | Especial

Escritora nasceu na Ucrânia e migrou com a família para o Brasil aos dois anos
Escritora nasceu na Ucrânia e migrou com a família para o Brasil aos dois anos

Onde você estava na noite e a Via Crucis do Corpo

Em 1974, Lispector publicou dois livros de histórias, Onde estivestes de Noite ( Where Were You at Night ) -que se concentra, em parte, a vida de envelhecimento mulheres e A via crucis do Corpo ( A Via Crucis do Corpo ). Embora seus livros anteriores muitas vezes levassem anos para serem concluídos, o último foi escrito em três dias, após um desafio de seu editor, Álvaro Pacheco , para escrever três contos sobre temas relacionados ao sexo. Parte da razão pela qual ela escreveu tanto pode ter a ver com ela ter sido inesperadamente demitida do Jornal do Brasilno final de 1973, o que a colocou sob crescente pressão financeira. Ela começou a pintar e intensificou sua atividade como tradutora, publicando traduções de Agatha Christie , Oscar Wilde e Edgar Allan Poe .

Em 1975, ela foi convidada para o Primeiro Congresso Mundial de Feitiçaria em Bogotá , um evento que ganhou ampla cobertura da imprensa e aumentou sua notoriedade. Na conferência, sua história “O Ovo e a Galinha”, publicada pela primeira vez na Legião Estrangeira , foi lida em inglês.
“O Ovo e a Galinha” é misterioso e de fato tem um pouco de ocultismo. É uma história difícil e profunda. É por isso que acho que o público, muito misturado, teria ficado mais feliz se eu tivesse tirado um coelho da cartola. Ou entrou em transe. Ouça, nunca fiz nada assim na minha vida. Minha inspiração não vem do sobrenatural, mas da elaboração inconsciente, que vem à tona como uma espécie de revelação. Além disso, não escrevo para agradar a ninguém.

Um Sopro de Vida e A Hora da Estrela
Artigo principal: A Hora da Estrela

Lispector trabalhou em um livro chamado Um sopro de vida: pulsações ( um sopro de vida : Pulsações ) que seria publicado postumamente em meados dos anos 1970. O livro consiste em um diálogo entre um “autor” e sua criação, Ângela Pralini, personagem cujo nome foi emprestado de um personagem de uma história de Where Were You at Night . Ela usou esta forma fragmentária para seu romance final e talvez o mais famoso, A Hora da Estrela ( A Hora da Estrela , 1977), reconstituir a história, com a ajuda de Olga Borelli, de notas rabiscadas em pedaços de papel soltos. A hora da estrelaconta a história de Macabéa, um dos personagens icônicos da literatura brasileira, um faminto e pobre digitador de Alagoas , estado onde a família de Lispector chegou, perdida na metrópole do Rio de Janeiro. O nome de Macabéa refere-se aos Macabeus e é uma das poucas referências abertamente judaicas na obra de Lispector. Seu foco explícito na pobreza e marginalidade brasileiras também era novo.

Morte

Pouco depois da publicação de A Hora da Estrela , Lispector foi internado no hospital. Ela tinha câncer de ovário inoperável , embora seu diagnóstico não fosse informado. Ela faleceu às vésperas de completar 57 anos e foi sepultada em 11 de dezembro de 1977, no Cemitério Judaico do Caju, no Rio de Janeiro.

Prêmios e honrarias

Esta lista está incompleta ; você pode ajudar adicionando itens ausentes . ( Abril de 2013 )
2013 Best Translated Book Award , shortlist, A Breath of Life: Pulsations
Prêmio PEN de Tradução 2016 , vencedor, The Complete Stories , trad. Katrina Dodson
Em 2018, um Google Doodle foi criado para comemorar seu 98º aniversário.

CLARICE LISPECTOR: A VIDA INTENSA DA FAMOSA ESCRITORA BRASILEIRA

A obra de Clarice já foi traduzida para cerca de 30 idiomas
A obra de Clarice já foi traduzida para cerca de 30 idiomas

Bibliografia

Romances

  • Perto do Coração Selvagem (1943) – Perto do Coração Selvagem – Tradução de Alison Entrekin
  • O Lustre (1946) – O Candelabro – Traduzido por Benjamin Moser e Magdalena Edwards
  • A Cidade Sitiada (1949) – A cidade sitiada – traduzido por Johnny Lorenz
  • A Maçã no Escuro (1961) A Maçã no Escuro – Tradução de Gregory Rabassa
  • A Paixão segundo GH (1964) – The Passion Segundo GH – Traduzido por Idra Novey
  • Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres (1969) – Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres – Tradução de Richard A. Mazzara e Lorri A. Parris (1986); traduzido por Stefan Tobler (2021)
  • Água viva (1973) – Traduzido em 1978 por Elizabeth Lowe e Earl Fitz como The Stream of Life . Traduzido em 2012 por Stefan Tobler mantendo o título original.
  • A hora da Estrela (1977) – A Hora da Estrela – Tradução de Benjamin Moser
  • Um Sopro de Vida (1978) – A Breath of Life – Traduzido por Johnny Lorenz

Coleções história curta

  • Alguns contos (1952) – Algumas histórias
  • Laços de família (1960) – Laços de Família . Inclui obras já publicadas em Alguns Contos .
  • A legião estrangeiro (1964) – A Legião Estrangeira
  • Felicidade clandestina (1971) – Covert Joy
  • A imitação da rosa (1973) – A Imitação da Rosa . Inclui material publicado anteriormente.
  • A via crucis do corpo (1974) – A Via Crucis do Corpo
  • Onde estivestes de noite (1974) – Onde Estavas à Noite
  • Para não esquecer (1978) – Not to Forget
  • A bela e a fera (1979) – A Bela e a Fera
  • The Complete Stories (2015) – Traduzido por Katrina Dodson

Literatura infantil

  • O Mistério do Coelho Pensante (1967) – O Mistério do Coelho Pensante
  • A mulher que matou os peixes (1968) – A Mulher que Matou os Peixes
  • A Vida Íntima de Laura (1974) – Vida Íntima de Laura
  • Quase de verdade (1978) – Quase Verdade
  • Como nasceram as estrelas: Doze lendas brasileiras (1987) – Como Nasceram as Estrelas: Doze Lendas Brasileiras

Jornalismo e outros escritos mais curtos

  • A Descoberta do Mundo (1984) – The Discovery of the World (denominado Selected Chronicas na versão em inglês). Colunas do jornal Lispector no Jornal do Brasil .
  • Visão do esplendor (1975) – Visão do Esplendor
  • De corpo inteiro (1975) – De Corpo Inteiro . Entrevistas de Lispector com personalidades famosas.
  • Aprendendo a viver (2004) – Aprendendo a Viver . Uma seleção de colunas de The Discovery of the World .
  • Outros escritos (2005) – Outros Escritos . Textos diversos, incluindo entrevistas e histórias.
  • Feminino Correio (2006) – Correio Ladies’ . Seleção de textos de Lispector, sob pseudônimo, para páginas femininas brasileiras.
  • Entrevistas (2007) – Entrevistas

Correspondência

  • Cartas perto do coração (2001) – Cartas perto do Coração . Cartas trocadas com Fernando Sabino .
  • Correspondências (2002) – Correspondência
  • Minhas queridas (2007) – Meus queridos . Cartas trocadas com as irmãs Elisa Lispector e Tania Lispector Kaufmann.

Veja também

  • Literatura brasileira
  • Por que este mundo: uma biografia de Clarice Lispector
  • Benjamin Moser
Filho caçula de Clarice quer incluir dia do nascimento da escritora no calendário cultural do Brasil
Filho caçula de Clarice quer incluir dia do nascimento da escritora no calendário cultural do Brasil
Clarice Lispector, escritora dos desadaptados
Clarice Lispector, escritora dos desadaptados
Clarice Lispector, 1968
Clarice Lispector, 1968
Muito citada nas redes sociais, Clarice completaria 100 anos hoje
Muito citada nas redes sociais, Clarice completaria 100 anos hoje
Clarice Lispector, excelente escritora do brasil
Clarice Lispector, excelente escritora do brasil
Clarice Lispector, 98 anos
Clarice Lispector, 98 anos
Escritora completaria 100 anos em 10 de dezembro de 2020
Escritora completaria 100 anos em 10 de dezembro de 2020
Clarice Lispector trocou cartas por 23 anos com o escritor mineiro Fernando Sabino
Clarice Lispector trocou cartas por 23 anos com o escritor mineiro Fernando Sabino
As escritoras Clarice Lispector e Carolina Maria de JesusReprodução
As escritoras Clarice Lispector e Carolina Maria de Jesus
As irmãs Lispector: Tania (esquerda), Leia (centro) e Clarice, em 1927
As irmãs Lispector: Tania (esquerda), Leia (centro) e Clarice, em 1927

Fontes: Wikipédia, IMDB, além da pesquisa no site Imagoi.