Max Steel (filme de 2016)

Quando o adolescente Max McGrath descobre que seu corpo pode gerar a energia mais poderosa do universo, ele deve se unir ao único ser capaz de contê-la – um misterioso extraterrestre tecnorgânico chamado SteelUnidos como o super-herói Max Steel, os dois amigos devem combater uma ameaça alienígena e desvendar os segredos de seu passado.

Max Steel é um filme estadunidense de ficção científica, ação e aventura, dirigido por Stewart Hendler e roteirizado por Christopher Yost. A produção é estrelada por Ben Winchell, Ana Villafañe, Andy García, Maria Bello e Billy Slaughter.

 

A Dolphin Films e a Mattel Playground Productions são co-produtoras enquanto a Universal Studios será a distribuidora, tendo previsão de lançamento nos Estados Unidos para 14 de Outubro de 2016.

Informações Gerais

Max Steel (PRT)
Max Steel – O Filme (BRA)

Estados Unidos: 2016
Duração: 92 min
Direção: Stewart Hendler
Produção: Emerson McLean Davis
Megan Ellstrom
Kris Fogel
Bill O’Dowd
Julia Pistor
Coprodução: David Grace
Sarah Landman
Produção executiva: Charlie Cohen
Javier Riera
Roteiro: Christopher Yost
Elenco: Ben Winchell
Ana Villafañe
Andy García
Maria Bello
Billy Slaughter.
Gênero: ficção científica
ação
aventura
Música: Nathan Lanier
Cinematografia: Brett Pawlak
Direção de arte: Richard Bloom
Figurino: Allison Leach
Edição: Michael Louis Hill
Companhia(s) produtora(s): Dolphin Films
Mattel Playground Productions
Distribuição: Universal Studios
Lançamento: Estados Unidos 14 de Outubro de 2016
Brasil 26 de Janeiro de 2017
Idioma: inglês
Receita: $6,272,403

Sinopse

O filme narra as aventuras do adolescente Max McGrath e seu companheiro alienígena Steel, que combinam seus poderes para evoluir para super-herói Max Steel. Quando estes dois amigos improváveis lutam para aceitar seus destinos estranhamente conectados, eles começam a descobrir segredos inimagináveis, trabalhando em conjunto para encontrar a verdade e lutar contra as forças misteriosas que ameaçam seu mundo.

Max é um adolescente de 16 anos que está passando por um período de descobertas. Entretanto, as transformações na vida do jovem estão relacionadas aos incríveis poderes que ele descobre ter quando entra em contato com uma força extraterrestre.

Elenco

  • Ben Winchell como Maxwell “Max” McGrath
  • Ana Villafañe como Sofia Martinez
  • Andy García como Dr. Miles Edwards
  • Maria Bello como Molly McGrath
  • Mike Doyle como Jim McGrath
  • Billy Slaughter como Agente Murphy

Produção

Desenvolvimento

Em 12 de Julho de 2009 foi anunciado que a Paramount Pictures havia adquirido junto à Mattel os direitos para um filme sobre o personagem Max Steel, com Joe Roth como produtor. Em 28 de Janeiro de 2013, O site Deadline noticiou que, devido ao lançamento da série de tv sobre Max Steel, todos os planos para um filme haviam sido suspensos. Em 2 de Agosto do mesmo ano foi revelado que após os direitos da Paramount terem expirado, a Mattel firmou parceria com a Dolphin Entertainment para financiar a produção. Christopher Yost foi convidado para escrever o roteiro, enquanto Stewart Hendler foi chamado para a direção. No mês seguinte, em 4 de Setembro, foi anunciado que a Mattel havia ressuscitado seus planos para o filme e fechado com a Open Road Films para efetuar a distribuição.

Escolha do Elenco

Em 4 de Dezembro de 2009, Taylor Lautner se juntou ao elenco para viver o papel título Mas, em 26 de Fevereiro de 2010 foi anunciado que ele havia deixado o projeto para fechar com a Hasbro e a Universal para um filme baseado em outro famoso boneco, Stretch Armstrong (ele deixou também esta produção em 2012). Após a saída da Paramount, em 5 de Fevereiro de 2014 foram confirmados os nomes de Ben Winchell e Ana Villafañe para os papéis de, respectivamente, Max McGrath/Max Steel e Sofia Martinez, o grande amor de Max. Em 23 de Abril, Billy Slaughter foi adicionado ao elenco para interpretar o Agente Murphy. Em 29 de Abril foi a vez do veterano Andy García, como Dr. Miles Edwards e, em 13 de Maio, Maria Bello como Molly McGrath, a resiliente mãe solteira de Max. Por fim, em 20 de Maio Mike Doyle foi confirmado no papel de Jim McGrath, pai de Max.

Filmagens

As filmagens tiveram início em 29 de Abril de 2014, na cidade de Wilmington, Carolina do Norte,  e foram encerradas em 31 de Maio do mesmo ano.

Recepção

Bilheteria

Max Steel arrecadou U$3,8 milhões nos Estados Unidos e no Canadá e U$2,5 milhões em outros países por um total mundial de U$6,3 milhões, contra um orçamento de produção de U$10 milhões.

Max Steel esterou em 14 de outubro de 2016, ao lado de The Accountant e Kevin Hart: What Now?, e esperava que ele entre U$ 5-7 milhões de 2.034 teatros em seu fim de semana de abertura. Depois de arrecadar apenas U$ 637.795 em seu primeiro dia, o filme foi aberto para U$ 2,2 milhões, terminando em 11º na bilheteria. Em seu segundo fim de semana, o filme arrecadou U$ 680,104 terminando 17º na bilheteria.

Crítica

Na revista aggregator Rotten Tomatoes, o filme possui uma classificação de aprovação de 0% com base em 20 críticas, com uma classificação média de 2,5 / 10. No Metacritic, que atribui uma classificação normalizada, o filme tem uma pontuação 22 de 100, com base em críticas de 7 críticas, indicando “revisões geralmente desfavoráveis”. As audiências pesquisadas pelo CinemaScore deram ao filme um grau de “B” em uma escala A + a F.

O crítico do IGN, Alex Welch, deu ao filme uma pontuação de 4 em 10, resumindo sua revisão com: “Max Steel é uma das tentativas mais esquematizáveis ​​e inúteis de uma franquia de super-heróis no atual mercado pós-MCU Hollywood, sem qualquer originalidade ou a vibração que poderia dar-lhe mesmo um tiro remoto em um futuro bem sucedido “. O Joe Leydon da Variety fez uma revisão negativa, descrevendo-o como:” Um cortador de cortinas meio horrível e que desperdiça tempo para uma franquia de super-heróis que nunca é “. Christy Lemire para RogerEbert.com deu uma meia estrela de 4, escrevendo:” Para um filme sobre o desenvolvimento da maior fonte de energia do universo, Max Steel é surpreendentemente sem graça “e que” um filme baseado em um brinquedo deve ser muito mais divertido do que isso. ” O crítico de Hollywood Reporter, Frank Scheck, fez uma revisão desfavorável, escrevendo:” Mesmo as tweens podem se achar decepcionadas com o novo filme de ação ao vivo com base em o que – para muitos deles – pode ser a figura de ação de Mattel favorita. Produzindo uma história de origem cinemática blanda, que parece calculada para impulsionar as vendas de brinquedos de Natal, Max Steel é uma adulterada de cadastro-nascido, que entrou furtivamente em multiplexes sem exibições anteitativas dos críticos “.

Antes dos anos 2000, as produções de super-herói ainda eram consideradas produtos de nicho, destinadas sobretudo a garotos adolescentes. O grande salto comercial de empresas como Disney/Marvel e Warner/DC foi expandir o leque do discurso, mirando igualmente as mulheres, os adultos e o público infantil, de todas as etnias, grupos sociais e partes do mundo. Sagas como Vingadores ou Batman vs Superman são inofensivas em sua violência sem sangue e seu amor sem sexo, mas possuem efeitos especiais rebuscados o suficiente para convencer um adulto. Aos poucos, esse tipo de produção perdeu o aspecto depreciativo, tornando-se uma referência para quem busca espetáculos à base de efeitos especiais.
Neste sentido, Max Steel constitui um filme à moda antiga, com orçamento limitado e capacidade de comunicação ainda menor. O foco são os pré-adolescentes, já que o diretor Stewart Hendler adota a estrutura típica das produções da Disney Channel. Não existe a preocupação em criar uma mitologia – ou seja, funções e regras inéditas de um universo particular que permitam a expansão em futuras histórias – apenas uma delineação moral: o vilão é um tipo malvado que pretende destruir a Terra porque sim, o herói é um órfão destinado a honrar a grandeza de seu pai, a briga entre forças opostas apenas serve a reforçar a ideia de que toda família se ama, se protege e comete sacrifícios quando necessário.

 

No meio deste xarope sentimental está a descoberta de Max McGrath (Ben Winchell) sobre seus poderes: o jovem é capaz de gerar “energia líquida”, embora o roteiro nunca consiga imaginar uma aplicação efetiva para essa energia. Pior ainda é o robô Steel (voz de Josh Brener), um ser alienígena que não se parece em nada com um robô: falando como um ser humano cínico, repleto de piadas e trocadilhos, ele mais parece um humorista de stand up comedy pouco inspirado, preso em um humanoide com garras de aço e olho piscante. Convenientemente, o androide sofre de “lapsos de memória” que permitem ao roteiro ocultar informações importantes até o final. Steel deve ter sido a aposta dos produtores para o sidekick engraçado e capaz de vender mais brinquedos às crianças, mas o humor extraído do personagem é sofrível.
Para ser justo, ele não é o único elemento deslocado neste universo. Max é interpretado por um ator de 22 anos de idade, fazendo o papel de um garoto de 16 anos com atitudes de jovens de 13 anos. Seu par romântico, que aparece após uma tropeçada na escola (quando vão se cansar deste clichê?), é apenas uma mocinha acessória responsável por surgir à sua frente sempre que Max precisa de ajuda. Todos os personagens se comunicam em diálogos explicativos, dizendo quem são, o que querem, para que serve tal aparelho, de que maneira podem combater o inimigo. O vocabulário pseudotecnológico, repetindo “energia”, “núcleo”, “força” e “explosão” beira a paródia.

 

Por mais que se tente destacar as qualidades do projeto, Max Steel ostenta poucos atributos louváveis. É triste ver Maria Bello e Andy Garcia participando de um roteiro tão fraco, sob direção de um cineasta pouco experiente, incapaz de criar ritmo, suspense ou desenvolver cenas de ação. Ben Winchell tampouco parece destinado a trabalhar em projetos melhores depois desta experiência. A adaptação dos brinquedos poderia gerar alguma cacofonia feroz do tipo Transformers, um universo militarizado como G.I. Joe ou ainda a vertente épica de Battleship – A Batalha dos Mares. No entanto, por se limitar aos moldes da descoberta do amor e da autoconfiança, Max Steel torna-se uma produção desinteressante como filme de ação e trivial como ensinamento de valores.

Home media

A Universal Pictures Home Entertainment lançou Max Steel em Digital HD no dia 3 de Janeiro de 2017, então lançaram o filme em Blu-ray/DVD no dia 10 de Janeiro de 2017.

Fotos

foto-1
imagem filme max steel
imagem
legião max steel
max steel aksi super hero
max steel Ben Winchell
max steel o filme 2016
max steel o filme
max steel1
Max Steell
max stell figurino
max stell
max stell1
Max Teel Movie (4)
Max_Steel_Movies_High_Quality
max-steel (1)
MAX-STEEL
max-steel-4
max-steel-destaque
max-steel-movie-still-5
max-stell-imagem-filmes

ReferênciasWikipédiaIMDB além do site Imagoi.